A importância das minhocas para a fertilização e recuperação dos solos já era conhecida há mais de 2000 anos pelos antigos. O filósofo Aristóteles definia as minhocas como "arados da terra", graças à sua capacidade de escarificar os terrenos mais duros.