Na medicina caseira, usam-se tanto as folhas quanto as raízes. O Dr. Alfonso Balbach indica o gargarejo feito com suco das folhas e raízes, misturado à água, para combater as inflamações da boca e das gengivas, aftas e lábios rachados.

Originária da Europa, a tanchagem-maior é uma erva medicinal introduzida no Brasil, onde adaptou-se muito bem, a ponto de crescer espontaneamente. No século 16, já se cultivava no país a espécie tanchagem-miúda ou menor (Plantago lanceolata). Pertence á família das Plantagináceas e também é conhecida por tansagem, plantagem, tranchagem ou simplesmente tanchagem. A planta é perene, ereta, sem caule e cresce entre 15 e 25 centímetros de altura. As folhas - verdes e ovaladas, com nervuras salientes – surgem na base da planta, presas por longos cabinhos.Floresce formando espigas compridas na ponta das hastes, com pequenas flores marrom-avermelhadas. O fruto, uma cápsula ovalada, contém inúmeras sementes bem pequenas. Elas podem permanecer no solo por muitos anos, mas não tem taxa de germinação.


Usos e Propriedades

Dela se conhece mais o valor medicinal. No entanto, as folhas podem ser consumidas nas refeições, refogadas,acrescidas a outras preparações (caldo de feijão, sopas etc.) ou crua, em saladas(nesse caso, pique-as bem e deixe de molho na água até o momento de temperar a gosto e servir).Na sua composição, merece referência a vitamina K (vitamina da coagulação sanguínea); daí a sua ação anti-hemorrágica. A tanchagem também é ótima purificadora do sangue e deve ser usada em todos os casos em que se precisa de um depurativo (gota, acidez, ácido úrico, problemas do fígado, inflamações etc.). Na medicina caseira, usam-se tanto as folhas quanto as raízes. O Dr. Alfonso Balbach indica o gargarejo feito com suco das folhas e raízes, misturado à água, para combater as inflamações da boca e das gengivas, aftas e lábios rachados. Segundo ele, os gargarejos constantes com esse suco fazem desaparecer a amigdalite, tornando desnecessária a cirurgia. O suco puro das folhas e raízes é indicado para aplicar em mordeduras venenosas, feridas, hemorragias e tumores. O chá da tanchagem ( 20 folhas para um litro de água) é eficaz nas diarreias, atua nas vias respiratórias como um bom expectorante, combate o ardor no estômago, tem ação cicatrizante e melhora problemas dos órgãos genitais masculinos e femininos, especialmente as doenças veneres. Uma receita curiosa para retirar espinhos ou estilhaços de vidro: sapecar levemente umas folhas de tanchagem na chama fraca do fogo e colocar no local afetado. Isso ajuda a puxar o espinho ou vidro, segundo a jornalista Maly Caran, do projeto “Erva Viva”.

Cultivo

A propagação é feita principalmente por sementes. Cada pé chega a produzir 14 mil sementes. Prefere os terrenos úmidos, em clima temperado. Cresce melhor em áreas abertas, como terrenos cultivados e pastagens; surge também à beira de caminhos, jardins e pomares. As folhas são colhidas no verão, quando a planta atinge um bom desenvolvimento. Outra espécie existente no Brasil e que recebe o mesmo nome de tanchagem é Plantago tormentosa. Ela tem as folhas elípticas e mais estreitas e distingue-se da Plantago major pela presença de menos número de sementes no fruto (cerca de três).